Busca

Até os Comemos Carago

Descansa em paz CAS!

cas

Faleceu hoje com 77 anos o nosso ex treinador e bicampeão, Carlos Alberto Silva.

CAS, passou no FC Porto entre 1991 e 1993 tendo sido campeão nas duas épocas em que cá esteve.

A toda a família quero deixar aqui as minhas condolências. És e sempre serás um dos nossos.

TVI uma extensão da Benfica TV?

Confesso que só tive conhecimento do resultado do jogo do atual líder do campeonato já nas primeiras horas do dia de hoje quando ao chegar a casa e liguei a televisão na TVI.

Na altura estavam a falar do jogo em causa e a discutir os casos da arbitragem, que pelos vistos foram muitos.

Não vou aqui discutir quem teve mais razões de queixa porque não é isso que me faz escrever e dando seguimento à política do presidente do meu clube não vale a pena falar dos árbitros porque está tudo bem.

O que vou relatar aqui foi o que assisti ontem na TVI. Então não é que um dos árbitros que estavam a comentar os casos era o António Rola. A sério? O António Rola?

Para os mais jovens este senhor era um dos maiores larápios de apito na boca. Com ele o Benfica tinha sempre uma “ajudinha extra”, e pior que isso, este mesmo senhor é ou foi até muito recentemente funcionário da Benfica TV e é ele que dá as “formações” aos jogadores daquele clube sempre que existem alterações às regras.

Como podemos esperar isenção de uma pessoa que está à partida comprometida? O objetivo da TVI é branquear o que tem acontecido nos últimos anos? Ou será que depois da CMTV, temos também a TVI como uma extensão da televisão do clube acima mencionado?

Certo é que a manipulação da opinião pública é feita de todas as formas, licitas ou ilícitas e enquanto assim for não podemos esperar nada de bom.

Lamentável, isto é lamentável!

 

Está tudo bem!

15800805_10153962342975448_4620235294446893582_o

Esta foi a noticia publicada pelo jornal espanhol as.

A expulsão mais injusta da história. Eu acrescentaria mais injusta e ridícula da história.

Como dizia ontem o comentador Miguel Guedes: “esta expulsão vai ficar nos anais da história. Pela primeira vez um árbitro expulsou um jogador porque tinha olhos no … nas costas”.

Claro que também existiu um penalti (mais um) por assinalar, um punhado de decisões sempre a nosso desfavor um critério apertado na amostragem de cartões sempre que era para nos penalizar enquanto que ao adversário tudo ou quase tudo se permitia.

Se fosse um caso virgem, não escandalizaria, mas isto tem-se assistido semana após semana. São roubos constantes que passam impunes.

Ontem para além de termos sido eliminados pelo palhaço que vestiu de amarelo, ainda ficamos sem um dos nossos melhores (senão o melhor) jogadores do nosso plantel para a visita a Paços de Ferreira no próximo sábado.

E com isto tudo o que faz a nossa Direção? Nada! Rigorosamente nada!

E o nosso treinador? Mostra-se indignado de uma forma muito mole. Os únicos que se fizeram ouvir foram os jogadores, aqueles que com mais ou menos valor têm tentado dignificar a camisola.

Portanto, se na nossa estrutura se assobia para o ar, é porque está tudo bem.

Somos gozados, roubados, enrab…, mas está tudo bem!

O andor vai a caminho!

irmaos_metralhas_marketing_educacional-1

Ontem estive no Dragão. Eu e mais de 35 000 pessoas assistiram a um jogo em que tivemos de sofrer para levar de vencida a equipa que equipava de cor de rosa, e acima de tudo a equipa que equipava de amarelo.

Depois de uma primeira parte mal conseguida, partimos para uma segunda parte plena de raiva e vontade, apanágio destes jogadores que esta época envergam o nosso emblema e conseguimos virar o resultado contra 11 jogadores de rosa e 3 de amarelo.

Começa a tornar-se recorrente esta luta contra 14 semana após semana.

Ontem foi um escândalo. Sem retirar mérito aos de cor de rosa, Vasco Santos (o nome do irmão metralha principal) passou o jogo todo a ser permissivo com a equipa nossa adversária que usou em demasia do jogo físico (para não dizer violento), permitindo que o guarda redes adversário demorasse o tempo que quisesse para marcar os pontapés de baliza (ao contrário do que fez com Casillas, que logo à primeira o presenteou com um amarelo), deixando os flavienses fazerem anti jogo sem dar a devida compensação.

Para tornar o roubo ainda mais escandaloso, conseguiram anular um golo limpo a André Silva quando ainda perdíamos e fazer vista grossa a uma grande penalidade, tão evidente que só alguém com má fé é que não assinala.

Mas meu caro Vasco Santos e restantes irmãos Metralha, nem assim conseguiram deitar-nos abaixo.

Eu sei que o andor vai a caminho. Tive essa perceção quando vi duas mãos dentro da área de uma equipa que equipa de vermelho serem totalmente ignoradas num jogo da semana passada e que passada uma semana, num jogo dessa mesma equipa a beneficiam com um penalti num lance idêntico, ou até menos evidente que os dois que mencionei em cima.

Não sei em que jogo essa equipa foi beneficiada, se calhar até foi nos dois, mas se houvesse coerência, pelo menos num deles temos de o dizer sem rodeios que foi “ajudada”. Até o Toni, antiga glória desse clube o disse, num assomo de honestidade a todos os títulos louvável.

A coincidência disto é que essa mesma equipa não foi prejudicada em nenhumas dessas situações. Sempre que se apita é a favor deles. E a equipa que mais sombra lhes estiver a fazer é deitada para baixo. O Sporting foi prejudicado nestas duas últimas jornadas e praticamente deitados para fora da luta pelo campeonato, restando nós, uma equipa que foi feita às três pancadas, com uma pré época, que mesmo tendo começado em abril, foi mal planeada, com um plantel que se não for devidamente “reforçado” agora em janeiro talvez seja demasiado curto para lutar pelo título.

Só que, mesmo com todas estas contingências nós por cá continuamos.

Mas só continuamos porque estes jogadores merecem todo o meu respeito. Eles lutam até à exaustão, suam a camisola até à última gota de suor, e talvez por isso é que ontem mesmo a jogar mal e a sair para o intervalo a perder, nunca ouviram um assobio por parte da massa associativa, porque todos reconhecemos que vocês, jogadores, estão empenhados e concentrados em serem felizes e fazerem-nos felizes.

É hora de travar o andor. Pode ser muito difícil fazê-lo, mas atitudes como o nosso Presidente o fez ontem (finalmente o homem foi duro contra as arbitragens), atitude como os nossos jogadores apresentam semana após semana, e se a eles juntarmos um treinador que tem de deixar de fazer desenhos e ser manso e passar a dar murros na mesa, estarão provavelmente reunidas as condições para deitar abaixo o andor.

 

Só não vê quem não quer!

15350484_10207422977394451_5730447355059124277_n

No seguimento do post anterior acerca da distribuição dos jogos transmitidos pela televisão pública (????) das equipas portuguesas presentes na fase de grupos da Liga dos Campeões, onde fomos a que menos jogos viu transmitidos em canal aberto, veio agora esta publicação da BBC a provar que afinal nós não temos a mania da perseguição.

Já estou mais que habituado a este tipo de capas dos nossos pasquins, mas é sempre bom ver que o tipo de jornalixo que se pratica no nosso feudo também merece destaque la fora.

Realmente depois de uma equipa portuguesa vencer a campeã inglesa e ter conquistado o apuramento, a capa do pasquim da imagem é a eliminação das competições europeias duma outra equipa às mãos de uns polacos que há 21 anos não venciam um jogo na Champions?

Realmente vamos lá valorizar a derrota e castigar a vitória. BRAVO!!!!

Obrigado BBC por mostrares aquilo que é o lixo da nossa imprensa!

RTP! Canal de todos os portugueses?

Hoje fui surpreendido (não muito confesso) com um spot promocional do canal público, de muito mau gosto por sinal, a promover o jogo que irão transmitir na próxima semana da Liga dos Campeões.

Qual não foi o meu espanto quando vejo que o referido jogo não se trata do FC Porto-Leicester, mas sim um outro de um clube que nunca se cansará de ser beneficiado, seja de que maneira for.

Se a RTP é um canal de todos os portugueses e estando 3 equipas portuguesas na fase de grupos da Champions, o lógico e justo seria transmitir dois jogos de cada uma das equipas.

Se até agora transmitiram 2 jogos de cada uma das principais equipas da capital, o expectável era que fosse o jogo do Dragão a ser transmitido em canal aberto. Isso seria o expectável, mas o que vai suceder é que uma das equipas da capital vai ver um jogo seu ser transmitido pela terceira vez enquanto que o FC Porto se terá de consolar com a transmissão de apenas um.

Ainda poderia entender se o FC Porto estivesse arredado da hipótese de apuramento e o clube do regime estivesse na luta, mas não, ambos estão na luta, ambos precisam de vencer os seus jogos.

Podemos estar a atravessar uma fase muito má mas não é desculpa para que um canal que se exige ser de interesse público cometa este tipo de diferenciação.

É uma vergonha. Já não basta a forma de cortejo fúnebre com que comentam os jogos do FC Porto no referido canal e a forma orgasmisca como o fazem nos jogos do clube daquele taxista que acha que as leis são como as virgens, que foram feitas para serem violadas, agora temos de levar com esta falta de critério.

LAMENTÁVEL!!!!!!!!

 

Treinador de equipa pequena em equipa grande

Por norma não tenho escrito sobre os jogos do FC Porto esta época. Não por qualquer birra, mas porque realmente o tempo é muito curto para isso, para além da vontade também não ser muita confesso.

Hoje vou abrir uma exceção porque o que aconteceu ontem evidenciou uma coisa, que até eu andava a tentar acreditar não ser totalmente verdade.

Já aqui escrevi que sempre gostei do nosso atual treinador. Sempre o achei uma pessoa educada, ponderada, e, acima de tudo, um líder de balneário.

Quando o anunciaram, mesmo não sendo o treinador que eu escolheria aceitei por ser uma pessoa que conhece os cantos à casa e que, como jogador sempre me deu a entender ser um bom “condutor de homens”.

Ao longo destas jornadas tenho ficado com a sensação que Nuno até consegue montar bem as equipas, só que depois, ao longo do jogo nunca consegue fazer uma leitura correta do jogo.

E ontem foi mais do mesmo. Entramos muito bem, com muita garra, atropelamos uma equipa que é líder do campeonato, mas roça no meu entender a vulgaridade. Não conseguimos mais golos, por falta do tão bem denominado pelo saudoso Bobby Robson, “killer instinct” .

Vi garra, vi motivação, vi futebol, talvez do melhor que já vi este ano do nosso clube. Vi tudo isso até ao momento em que Nuno decide mexer na equipa, tirando um extremo que até estava a dar água pela barba a Eliseu, metendo um médio.

Não é tanto pela substituição em si, é mais pela mensagem que passa ao grupo. Quando estamos por cima de uma equipa, que à exceção de um remate de fora de área e uma rosca que por capricho chegou à nossa baliza, e se troca um atacante por um médio dá a entender que temos de ter cuidado e deixar de nos preocuparmos com a procura do segundo golo. Temos é de começar a fechar para manter o 1-0.

Para piorar a coisa, ainda decide trocar Óliver por Layun, fazendo o mexicano, que por mais polivalente que seja jogar numa posição que não é de todo a “sua praia”. Além de que Óliver estava a fazer um grande jogo, e se estava cansado, não se notava.

E foi então que veio a cereja no topo do bolo. Nuno saca de mais uma das suas péssimas leituras de jogo e faz entrar Herrera tirando Diogo Jota. Jota foi um quebra cabeças constante para os defesas adversários. Com ele na frente estávamos a evitar a subida dos mesmos, além de que todos sabemos (menos o Nuno) que Herrera em grande forma é uma jogador esforçado mas vulgar, agora fora de forma como se tem visto (menos o Nuno) que está, torna-se um jogador que nem nos nossos distritais tinha lugar.

Porque não entrou Brahimi para o lugar de Corona? Porque não entrou Depoitre para o lugar de Jota? Porque saiu Óliver? São perguntas para as quais não encontro resposta por mais que pense.

Voltando à última substituição. Herrera não é, nem nunca foi jogador para o FC Porto, muito menos para ser nosso capitão, e não tem de momento condições para jogar pelo nosso clube. Fazer entrar um jogador que está fora de forma, que tem sido constantemente assobiado pela massa “assobiativa”, numa altura em que se procurava cabeça fria e calma foi de todo irresponsável e estúpido.

O mexicano deve andar a jogar sobre brasas, a bola “queima” nos pés, e fruto disso, aconteceu o que aconteceu nos descontos. Numa altura em que se exigia segurar a bola, Herrera tenta chutá-la contra um adversário virado para a linha de fundo. Se fosse para a linha lateral, ainda poderia compreender, agora para a linha de fundo é completamente estúpido. Podia ter corrido bem? Podia se o jogador adversário fosse burro. Só que Eliseu viu perfeitamente o que o mexicano ia fazer e esquivou-se bem conquistando com isso um pontapé de canto caído do céu.

O resto, bem, vocês sabem o resto. Perdemos dois pontos injustamente, perante uma equipa, que à semelhança da última época não mostrou capacidade para ombrear de igual para igual contra equipas que não lhes mostrem demasiado respeito, mas que tem tido os deuses da fortuna do seu lado. Foi assim em Alvalade a época passada e foi assim ontem. Todos os outros jogos contra os seus adversários diretos, eles foram derrotados e ontem só não o foram porque a sorte não quis nada connosco e porque temos um treinador que ainda não percebeu que está a treinar um grande.

Temos um treinador de equipa pequena, é um facto. Agora resta acreditar que a sorte abandone de vez o nosso adversário de ontem e que a exibição do FC Porto ontem (até Nuno mexer na equipa), seja para repetir daqui para a frente, e pode ser que consigamos ainda ser felizes.

Da Sílvia ao Canelas sempre a assobiar para o lado

É deveras lamentável o que se anda a passar no nosso clube. Lamentável e triste.

O nosso presidente só é falado por causa das suas conquistas amorosas. E só fala se ganharmos. A nossa claque só nos envergonha com o que anda a fazer pelos distritais ao serviço de um clube de Gaia. O nosso treinador não consegue fazer uma leitura de um jogo a partir do banco

Resultado, não vencemos, perdemos pontos para o primeiro classificado na véspera de o recebermos no nosso terreno, fruto de uma má exibição mas também da filha da putice de um árbitro que sabia muito bem para o que ia.

Esta semana alguém me dizia que não acreditava que nos deixassem chegar ao jogo contra o carnide com a possibilidade de os igualarmos, e o certo é que esse alguém estava certo. Fomos roubados descaradamente mais uma vez, como tantas vezes tem acontecido nos últimos anos.

E onde anda o presidente? Perdeu a língua? Ou já não consegue dar-lhe mais do que um uso? Ou a usa na sua vida privada ou para defender o clube, sendo que para esta última situação já não a usa há anos.

E a nossa claque? Porque não questiona todas estas coisas como tão bem o fazia outrora? Agora só conta o clima de intimidação nos jogos do Canelas, onde ao que consta, e fazendo jus ao nome da equipa, o lema é “canela até ao pescoço”.

Porque não “aperta” uma SAD que só se preocupa com comissões e jogos de interesse nojentos? Porque não são interventivos como já o foram?

Palavra final também para o treinador. Sempre simpatizei com o Nuno, mas o certo é que o homem é incapaz de fazer uma leitura correta a partir do banco.

Ontem, se era para bombear bolas para a área, porque não meteu Depoitre?

Porque tira Diogo Jota, que até estava a ser dos que mais incomodava? Porque não meteu “toda a carne no assador” para tentar, contra ventos e marés trazer os três pontos para cima?

Confesso que desde a pré época as minhas expetativas são muito baixas, mas espero que pelo menos, quem dirige o meu clube, o defenda até à morte, com sangue, suor e lágrimas.

Ah!!! Senhor Jorge Nuno, o clube chama-se FC Porto e não Fernanda, Sílvia ou outro nome qualquer.

“Enquanto fomos bons rapazes, fomos sempre comidos”.

Parabéns a nós!

769795

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

Tomo III

blogue de um portista indefectível exclusivamente para dragões dos quatro costados

Imbicto Poema

De Imbicto Portista para Portista Imbicto, um tribunal de reflexão e debate universal sobre o FC Porto

pedalo pela cidade

... mas também caminho por montes e vales!!!

+ EDUCação

Jornal da Educação de Valongo

O Mundo de Alice

um passeio pela vida e pelo mundo

Aventar

Expor ao vento. Arejar. Segurar pelas ventas. Farejar, pressentir, suspeitar. Chegar.

Porta 19

CURIOSO. CRÍTICO. PARVO. BARRIGUDO. CARECA. ADEPTO. SÓCIO. PORTISTA.

BiTri

Prognósticos só no final do jogo