Busca

Até os Comemos Carago

mês

outubro 2015

(In)Verdade desportiva

Ontem ao ligar o televisor e em modo zapping reparei que o estádio do Tondela estava com umas dimensões maiores que o habitual.

Deixei-me estar a ver uns segundos o jogo, onde a equipa visitante estava a vencer a da casa por 2-0 e foi então que reparei que a casa do Tondela era precisamente a mesma do Arouca quando jogou contra esta mesma equipa.

Resumindo, estavam a jogar em campo neutro. Reconheço que desconhecia que tal jogo se iria jogar em Aveiro, daí a minha admiração.

O que me faz insurgir contra este tipo de situações é que não tem havido igualdade de tratamento. O Arouca quando jogou contra nós, fê-lo no seu próprio estádio, bem mais difícil que jogar em Aveiro e agora vou ver se o Tondela terá o mesmo tipo de “cortesia” para connosco, porque de 17 jogos fora, fazer apenas 15 deles realmente em casa do visitado, enquanto os outros têm de fazer os 17 jogos REALMENTE fora é no mínimo desonesto.

Anúncios

Mérito Desportivo!

Iker Casillas irá ser no próximo dia 10 de novembro agraciado com a Grande Cruz da Real Ordem de Mérito Desportivo no palácio de La Moncloa, em Madrid.

O espanhol vê assim mais uma vez reconhecido todo o seu mérito, numa carreira recheada de conquistas.

O “ate o comemos carago” dá-lhe desde já os Parabéns ao titular da nossa baliza.

Assobiar para o ar!

Não, este não é o assobio caraterístico do estádio do Dragão quando as coisas correm mal.

Este assobio de que falo, é para mim bem mais grave que o dos apelidados de “pipoqueiros”.

Falo do assobiar para o ar por parte dos órgãos competentes relativamente às graves acusações proferidas por Marco Ferreira.

Se fossemos nós, a notícia era capa de todos os jornais diários. O Correio da Manhã esqueceria rapidamente o fetiche “Sócratista” e apresentava provas novas contra nós todos os dias e abriríamos telejornais certamente.

Mas se por parte da comunicação social nada me espanta, já o silêncio ensurdecedor por parte de quem tem de aferir se estas acusações têm fundamento ou não, assim como os já famosos vouchers denunciados pelo presidente do Sporting. Onde andam as investigações? Será que só os outros é que merecem ser investigados? Será que existe um ENORME MANTO sob o outrora clube do regime? Será que essa proteção ainda existe?

Não sei, o que sei é que tudo isto é uma vergonha. Acusa-se uns e protegem-se outros de uma forma escandalosa. Todos e repito, TODOS, sabemos o roubo que foi a época passada. Todos sabemos disso, porque não tentamos investigar os porquês desse roubo? Porquê insistir no assobiar para o ar e fingir que não aconteceu nada perante tantas evidências?

Porquê? Porquê?

Nomeado!

Rúben Neves está nomeado para o prémio de promessa do ano da Gala da Confederação do Desporto de Portugal.

É o reconhecimento de tudo quanto fez de bom neste último ano de Dragão ao peito e ao serviço das seleções jovens portuguesas.

Tenho a certeza que atrás deste virão muitas mais nomeações e prémios para o jovem Dragão no futuro.

Taça da Liga

Marítimo, Famalicão e Feirense, são os nossos adversários da edição deste ano da Taça da Liga.

Um grupo “acessível”, numa competição menor, que deveria ser uma excelente oportunidade para jogar com os menos utilizados, de modo a dar-lhes algum andamento para estarem preparados sempre que sejam necessários.

Coincidências!

brahimi

Que Brahimi é um grande jogador não tenho dúvidas nenhumas. É um talento que teria tudo para se afirmar na alta roda do futebol internacional.

E digo teria, porque tenho muitas dúvidas da sua seriedade enquanto profissional.

Caiu-me muito mal as suas declarações no final da época passada, onde sem ainda não ter feito praticamente nada de extraordinário veio a público dizer da sua pretensão de sair. Revelou aquilo que é, ou seja, um mercenário.

Tendo em conta essa sua “caraterística”, torna-se para mim muito estranho as suas pseudo lesões musculares.

Foi estranho vê-lo sair em Moreira de Cónegos com uma lesão muscular e poucos dias depois partir a loiça toda contra o Chelsea. Foi estranho muito estranho.

Mais estranho ainda achei esta segunda lesão. Vai impedi-lo de jogar na Madeira contra o União, e pasmem-se, em Israel contra o Maccabi, país e clube que ele não queria jogar à partida.

Como estamos perto do Haloween se calhar até estou a ser injusto e as lesões dele são bem reais fruto de alguma bruxaria típica da época.

Mas que ele há cada coincidência, lá isso há!

Mau pressentimento!

Nem quero acreditar em quem nos vai apitar no jogo do próximo fim de semana na Madeira contra o União.

Realmente para Vítor Pereira ver o seu amor a uma distância tão grande da liderança deve assustar, então toca a voltar às nomeações “cirúrgicas”.

Estou com um mau pressentimento disto tudo.

“FC Porto não é uma equipa que manda”

“FC Porto não é uma equipa que manda”

Esta frase proferida por Jorge Regadas seguida da explicação para a mesma traduz o meu pensamento na íntegra.

Jorge Regadas diz, e passo a citar: “tem jogadores com velocidade, caso do Brahimi e Herrera – só para dar como exemplo – mas o treinador explora muito pouco estas qualidades e isso facilita a tarefa do adversário. Uma equipa treinada, com inteligência, ao fim de 15 a 20 minutos fica logo a saber como joga o FC Porto.”

Somos completamente previsíveis. Falta sempre aquele fator surpresa, aquele remate vindo de onde menos se espera, aliás, rematamos muito pouco e sem remates todos sabemos que os golos não aparecem.

Dou um exemplo. Se Lopetegui fosse o treinador do FC Porto no último ano de Vítor Pereira, aquele lance do Kelvin dificilmente apareceria. Lopetegui privilegia a posse acima de tudo e o remate apenas e só quando existem condições mais que favoráveis para o fazer. Ora aquele lance não era de golo certo, portanto dificilmente aconteceria com JL.

Somos previsíveis também nos lances de bola parada. Podemos ter 1000 cantos num jogo, mas o aproveitamento deles quase nunca passa dos 0% e todos sabemos como é importante esse aproveitamento no futebol moderno.

De que serve ter todos os jogos posses de bola acima dos 60% se não criamos perigo por aí além? Estivemos 20 jogos sempre a ganhar no Dragão? É verdade, somos fortes no nosso estádio, mas qual é o adepto que não sente que jogo após jogo andamos sempre com o coração na boca à espera que o golo apareça? E nos jogos fora? Porque somos tão permeáveis?

Fácil, com campos de menores dimensões, o nosso futebol muito centralizado torna-se ainda mais difícil de aplicar. Os adversários povoam bem o meio campo e como nós jogamos sem velocidade, sem grandes rasgos no ataque, fica fácil de sermos anulados.

Dois anos aqui e com planteis muito fortes, já era tempo suficiente para Lopetegui conseguir perceber o que fazer, mas o homem é teimoso como tudo.

Reconheço-lhe qualidades, mas realmente parece-me que caso venhamos a conquistar o título desta época é mais pela qualidade que temos na equipa do que por mérito dele.

Frustrante!

Frustrante é a palavra que melhor define aquilo que aconteceu ontem no Dragão.

Admito que estava com algum receio deste Braga. Confidenciei-o com os meus amigos próximos. Não é uma equipa qualquer e embora nos últimos anos tenha perdido quase sempre no Dragão, de uma forma geral coloca-nos sempre grandes dificuldades.

Com uma equipa muito compacta, defendo muito e bem, o adversário foi fechando todos os caminhos para a sua baliza, e todos nós sabemos que quando assim é, a nossa tática do passa, passa, passa, passa, passa, podes rematar, mas é melhor mais um passe, passa sempre por grandes dificuldades.

Não é segredo para ninguém, com Lopetegui temos um futebol previsível, lento, pastelão. Vamos ganhando porque é indiscutível, temos imensa qualidade no plantel, mas futebol bonito, é coisa que raramente se vê por estes lados, infelizmente.

Em suma, foi-se a liderança do campeonato, para o Sporting, uma equipa que “trucidou” o campeão do colinho (e que tanta falta deve ter sentido ontem dessa mesma ajuda extra), e que se assume esta época como o nosso principal rival.

Nota final para os assobiadores. Sou 100% a favor de assobios ao intervalo ou no final do jogo. As pessoas pagam para irem ver o seu clube, apoiá-lo, por vezes com sacrifícios pessoais, o mínimo que podem exigir é empenho de todos os jogadores e treinador. Agora assobiar durante o jogo, ao fim de meia parte, desculpem-me a expressão, mas porra, para isso fiquem em casa. Deitem os olhinhos na equipa do regime. Levou três em casa e os adeptos nunca pararam de apoiar. Se é para assobiar virem Inácios e assistam em casa aos jogos.

Vamos agora aos destaques:

Vedetas

Layún – Para mim o melhor em campo. Bom jogo do mexicano a lateral direito. Subiu sempre muito bem, sendo dele os cruzamentos mais perigosos feitos pelo nosso clube. Parece estar a ganhar confiança e nós bem precisamos disso.

Bueno – Jogou pouco tempo é certo mas esteve muito em jogo nesse curto espaço de tempo. Merece ter bem mais oportunidades que as que tem tido.

Pernetas

Imbulla – Não, não consigo ainda ver nada no franco-belga que justifique a sua titularidade. Nem sei que diga. Parecia um Herrera no capítulo do passe. No único remate que fez mandou a bola para a atmosfera e entem nem a sua capacidade de progredir com a bola se viu por aí além. Mau, muito mau.

Cissoko – Definitivamente não me convence. Ontem até esteve menos mal que em outros jogos, mas mal de nós se temos de jogar com um jogador com aquela qualidade a titular.

Lopetegui – Insiste e insiste no passe, passe, passe. Ontem por exemplo, no último lance da primeira parte, quando ainda tínhamos tempo para um último ataque, passamos o minuto final a trocar a bola cá atrás. Sei que não foi ele que o fez mas sim os jogadores, mas quem os formata para isso é ele. É teimoso, não tem plano B, é sempre aquilo que faz. Não me serve minimamente de consolo ter mais de 60% de posse de bola todos os jogos, se a nível de oportunidades é quase uma nulidade, alé de que deixar Rúben Neves no banco não se compreende.

Agora é tempo de sarar feridas e para a semana na Madeira, um arquipélago muito madrasto para Lopetegui retomar o trilho das vitórias.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

nonagésimo segundo minuto

blogue de um portista indefectível exclusivamente para dragões dos quatro costados

Imbicto Poema

De Imbicto Portista para Portista Imbicto, um tribunal de reflexão e debate universal sobre o FC Porto

pedalo pela cidade

... mas também caminho por montes e vales!!!

+ EDUCação

Jornal da Educação de Valongo

O Mundo de Alice

um passeio pela vida e pelo mundo

Aventar

Expor ao vento. Arejar. Segurar pelas ventas. Farejar, pressentir, suspeitar. Chegar.

Porta 19

CURIOSO. CRÍTICO. PARVO. BARRIGUDO. CARECA. ADEPTO. SÓCIO. PORTISTA.

BiTri

Prognósticos só no final do jogo