IMG_1528.JPG

“Não gosto de batoteiro”.

Foi com esta frase há uns anos atrás que este ser se pronunciou acerca do nosso clube.

Passado uns anos, lá veio ele destilar ódios, quando na final da Liga Europa e após a conquista do troféu pelo FC Porto veio criticar o facto de não termos portugueses no nosso plantel, ele que fez grande parte da sua carreira num fora fora do seu país, portanto, era um “estrangeiro”.

Esse ódio talvez seja derivado à conquista da Taça das Taças em 1984, contra nós e em que o verdadeiro homem do jogo, foi o senhor do apito. Talvez tenha ficado com a consciência que foram inferiores e que só venceram graças a “benefícios” extras.

E por falar em benefícios, é precisamente por isso que quem tem telhados de vidro não pode andar à pedrada. Platini está a ser acusado de ter recebido “subornos” para beneficiar algumas federações internacionais.

Ora parafraseando este ser, é caso para dizer:

– Sr. Platini, se não gosta de batoteiros, vá embora do futebol. Está claramente a mais. Largos dias têm cem anos e o senhor está a pagar pelo que falou.

Anúncios