Numa entrevista a um jornal espanhol, Marco Ferreira, ex árbitro fez acusações gravíssimas ao atual líder da arbitragem em Portugal.

Entre outras, mencionou que Vítor Pereira apenas ligava aos árbitros nas vésperas dos jogos contra o clube Carnide, e que de entre os grandes esse clube é o único que o quer lá (porque será?).

De entre algumas afirmações polémicas, retenho estas:

“-  Eu e muitos companheiros meus recebemos chamadas do presidente do Conselho de Arbitragem, Vítor Pereira, na semana em que somos nomeados +ara dirigir jogos do Benfica. Vítor Pereira tem muitos inimigos e muitos opositores, entre eles pessoas do próprio Conselho de Arbitragem e muitos clubes da I Liga. Não o querem ali. O único dos grandes que o apoia é o Benfica”.

“- Não digo que o Benfica pede a Vítor Pereira que este diga aos árbitros para favorecerem o clube. Não estou a dizer isso. O que eu digo é que Vítor Pereira faz isso porque sabe que o Benfica é o único que o apoia. Por isso não quer que um árbitro que desagrade ao Benfica apite os jogos desse clube.”

“-Na semana em que tinha um jogo do Benfica ligava-me para que eu tivesse cuidado e que o jogo corresse bem. Só fazia isso com os jogos do Benfica. Nunca me ligou antes de um jogo do FC Porto, por exemplo. E fazia isso com muitos companheiros árbitros.”

“- Depois do Braga-Benfica de que falei fui nomeado para um Rio Ave-Benfica. Essa semana ligou-me duas vezes. Na última chamada disse-me que se não fizesse um bom jogo não poderia nomear-me para o Benfica-FC Porto, que era em abril. Disse para ter cuidado, que aquele era “o jogo do título do Benfica”. Disse-lhe que não era, que o Benfica tinha quatro pontos de vantagem para o FC Porto. E ele respondeu: ‘É muito diferente jogar contra o FC Porto em abril com quatro pontos de diferença do que com dois ou um’. Isto, segundo o meu ponto de vista, é grave. Estava a referir-se claramente ao Benfica”.

Se isto fosse fora do manto, daria manchetes diárias nos jornais, abriria telejornais, até abafaria as crises politicas atuais, mas assim penso que pouco se falará.

Não interessa a muita gente, então abafa-se.

Anúncios