Busca

Até os Comemos Carago

mês

abril 2016

E por cá nada de novo

Ao ouvir as declarações de Sérgio Conceição no final do jogo de hoje, só me ocorre dizer duas coisas:

1- Parabéns Vítor Pereira. Vais sair do conselho de arbitragem com a sensação do dever cumprido.

2- Grande Sérgio Conceição. Disseste o que pensavas sem papas na língua. Foste igual a ti próprio. Quem me dera que tivéssemos mais gente como tu no nosso clube.

Anúncios

Perder é opção?

No próximo sábado joga-se mais um clássico do futebol português no nosso Teatro dos Sonhos.

O atual segundo classificado vem jogar contra nós ainda a acalentar esperanças de ser campeão.

Para nós a nível de classificação, infelizmente pouco contará. Estamos e estaremos no 3º lugar ate ao fim. Será mais um jogo de pré época (palavras do Presidente), talvez o mais importante teste para preparar a final da Taça de Portugal.

Mas como para mim, um clássico é sempre um clássico, não aceito outra coisa que não o lutar pela vitória até ao fim mesmo que isso implique dar de mão beijada o título a quem menos queria.

Para mim é impensável existirem “favores”. Não somos pequenos, somos enormes e para assim continuarmos não poderá haver facilitismos. Temos de vencer e mais nada. Esse é o nosso ADN.

Se o atual 2º classificado não ficar campeão é problema deles. Que fizessem mais do que aquilo que fizeram, mas às nossas custas é que nunca. Posso até admitir que entre os dois da segunda circular preferiria que o campeão fosse o nosso adversário do próximo sábado, mas que o sejam sem precisarem do jogo contra nós, sim porque sábado nós vamos vencer não tenho dúvidas (o que é diferente de ter uma confiança cega).

Por isso tudo, e finalizando, não, perder não é opção!

Carta Aberta ao Presidente do Futebol Clube do Porto

Pelos vistos o grupo Acorda Porto não se restringiu apenas ao apelo ao voto nulo nas eleições e continua atento ao nosso quotidiano.

E dentro dessa preocupação redigiram uma carta ao nosso Presidente que retirei do site do grupo e reproduzo abaixo:

Exmo. Senhor Presidente do Futebol Clube do Porto,

O movimento “Acorda Porto” vem, por este meio, felicitar os dirigentes eleitos para este mandato de quatro anos (que findará, espera-se, em 2020 – ano de novas eleições). Dias depois do ato eleitoral (e, por muito que o queiram negar, depois do burburinho provocado por este movimento) e na ressaca de mais uma entrevista do nosso Presidente, consideramos que esta é a altura indicada para reagirmos, de forma clara e objetiva, ao que se tem passado.

Começamos por esclarecer os nossos propósitos:

1 – Somos um grupo de Portistas, Somos SEMPRE pró F.C. Porto;

2 – Não vivemos toldados por ódios ou perseguições;

3 – Não somos “patrocinados” por nada nem por ninguém, para além do nosso sentimento pelo F.C. Porto;

4 – Somos motivados pela lealdade que o amor ao F.C. Porto nos merece;

5 – Festejámos, até hoje, os golos e os títulos do nosso F.C. Porto, de forma anónima, e assim pretendemoscontinuar;

6 – Somos apenas sócios e adeptos de bancada, e assim pretendemos continuar;

7 – Não pretendemos cargos, nem reconhecimentos. Não seremos parasitas do F.C. Porto;

8 – Viver às custas do F.C. Porto não condiz com o que somos;

9 – Não tencionamos praticar qualquer tipo de alpinismo social à custa do F.C. Porto;

10 – Acima de tudo, não ambicionámos ter protagonismo. Esse deve estarreservado, hoje e sempre, ao NOSSO F.C. Porto;

E, é por isto que desejámos as maiores felicidades aos órgãos sociais recém-eleitos. O sucesso deles, no desempenho das suas funções, será o sucesso do F.C. Porto. E é só isso que nós desejamos.

Acredite, somos genuínos!

Foi por desejarmos o sucesso do F.C. Porto, que realizámos a ação do passado domingo. A colagem dos autocolantes nas imediações do estádio e o apelo forte, nas redes sociais, ao voto nulo, foram as formas por nós encontradas de, sem perturbar o ato eleitoral, mostrarmos que estamos atentos. De mostrar que consideramos ALTAMENTE INSATISFATÓRIO, o trabalho dos dirigentes do F.C. Porto, no último mandato. Como não era possívelvotar branco ou nulo, de forma democrática, usámos esta via para mostrar o nosso desagrado.

E é por isto que os resultados eleitorais apresentados, nos satisfazem. A lista única recebeu menos de 80% dos votos – resultado historicamente baixo e que não deve ser desvalorizado nem por si, nem pelos seus. Os sócios foram às urnas e deram-Vos um sinal claro. O pior erro que pode cometer seráentrar em negação.

Consideramos que a nossa ação digna, civilizada e válida, surtiu efeito. Mas não gostamos que nos tentem enganar. A anormal percentagem de votos nulos não se deveu a mensagens de incentivo ao Presidente e à Direção. Considerar que centenas de sócios que desejavam votar na única lista inutilizaram o seu voto com mensagens de incentivo, é achar que os Portistas são pouco inteligentes e não têm hábitos democráticos.

Qualquer pessoa minimamente informada, talvez com exceção do Presidente da Assembleia Eleitoral, sabe que um voto riscado é um voto nulo. No F.C. Porto e em qualquer eleição democrática! TODOS os sócios votantes – entre eles, figuras conhecidas e mediáticas – constataram que, as pouco reservadas mesas de voto, estavam constantemente ocupadas com sócios aescrever nos boletins de voto.

Aproveitamos para mostrar o nosso desagrado, face à falta de privacidade para se poder votar. E, embora saibamos que o regulamento eleitoral foi aprovado pelos sócios, em Assembleia Geral, a impossibilidade do voto em branco, os apelos das meninas das urnas para que os votos fossem de imediato depositados na urna e a presença prolongada de pessoas na Assembleia Eleitoral, após exercerem o seu direito de voto (entre elas o próprio Senhor Presidente), são indignas de um regime democrático. Rogamos-lhe, Senhor Presidente, que envide esforços para que, de futuro, estas situações sejam retificadas.

O movimento Acorda Porto não se vai extinguir. As nossas ideias foram tornadas públicas e pugnaremos por elas. Não seremos, NUNCA, um movimento oposicionista. Não adotaremos um comportamento de guerrilha. Não baixaremos o nível. Não atacaremos gratuitamente e escusam decontar connosco para o bota-abaixismo. Estaremos atentos e avançaremos com propostas construtivas, sempre na defesa dos superiores interesses do F.C. Porto.

A terminar, umas palavras sobre a entrevista do Senhor Presidente, ao Porto Canal: Senhor Presidente, nós não gostamos de o ouvir dizer queganhar o campeonato não pode ser uma obsessão. Que a obsessão é inimiga da clarividência, já todos sabemos. O que precisamos é de perder a tal obsessão, e só há uma forma de a perdermos: É vencendo, como sempre vencemos, sem perder o norte, sem nunca perder o foco.

Nós, Senhor Presidente, nascemos do fogo para vencer, fomos habituados a isso e, em grande parte, é a si que devemos tantas vitórias. Gostaríamos que o nosso destino continuasse a ser Vencer, para dar continuidade ao slogan: “a vencer desde 1893“. Ser obcecado pela vitória está na génese de ser Portista. Campeonatos, Taças ou torneios particulares e em TODAS as modalidades em que estamos representados.

Nós só queremos ganhar! E tudo faremos para que isso volte a acontecer.

Esperamos estar todos a remar para o mesmo lado. O F.C. Porto é um barco demasiado grande, bonito e precioso para se afundar.

Saudações Portistas,

Acorda Porto

Prémio Puskas

Muito dificilmente o golo de hoje marcado por Rúben Neves não será candidato ao prémio Puskas.

Que grande golo!

Para ver e rever!

E ninguém questiona isto?

13063156_1253092428051792_4175859898900288389_o

O senhor que fez este post no seu facebook é somente um dos árbitros do jogo de mais logo entre o FC Porto e o clube da #porta18.

Assim como eu tive acesso a isto, os nossos dirigentes também o têm de certeza, mas o silêncio da estrutura continua ensurdecedor.

Acredito que estejam mais preocupados em saber quem escreveu cartas de amor ao presidente no boletim de voto no passado domingo, do que lutar pelo objetivo de darmos a volta à eliminatória para continuarmos a aspirar vencer o campeonato nacional de andebol, mas se com maior ou menor contestação o resultado eleitoral já lá vai, o sonho do octacampeonato de andebol ainda está no horizonte.

De todas as formas espero que logo à noite se assista a mais uma grande exibição do nosso clube e que consigamos trazer a discussão da eliminatória para o Dragão Caixa.

Fim de semana à Porto

Este fim de semana desportivo, foi um daqueles, que por serem tão raros nos tempos que correm, merecem destaque e um desejo que seja o inicio de um regresso aos tempos em que estes mesmos eram normais.

No basquetebol dupla vitória. Sábado na Luz equipa local e ontem vitória contra o Barcelos.

No andebol conseguimos, com uma vitória categórica reduzir a desvantagem da eliminatória e acalentar a chama do apuramento para a final do play off do título.

No hóquei vitória contra o Óquei de Barcelos.

No futebol vitória da nossa equipa B, que está cada vez mais próxima do título nacional da 2ª Liga, e vitória confortável, a juntar a uma exibição agradável da nossa equipa principal por quatro bolas a zero contra o Nacional da Madeira.

Juntando a isto, o facto de terem entrado cinco portugueses no onze inicial, mais Francisco Ramos que entrou no decorrer da segunda parte faz com que fique ainda mais agradado.

Para finalizar, o cartão amarelo mostrado pelos sócios à gestão que tem sido feita pelos nossos dirigentes nos últimos anos, mostrando que, mesmo com algumas “artimanhas” no ato eleitoral os sócios não andam a dormir e que cada vez mais estão a acordar para a realidade, tendo feito com que Pinto da Costa tenha sido eleito com a pior votação deste século.

Foi sem sombra de dúvida um bom fim de semana desportivo.

Acorda Porto

ACORDA, PORTO!

Acorda, Porto!
Acorde, Senhor Presidente!
Acordem, Sócios!

É tempo de eleições!
É tempo de ACORDAR!
Ou o F.C. Porto muda ou regressaremos aos anos em que temíamos atravessar a ponte, sempre que tínhamos de jogar a sul.

Estamos convictos de que é com o nosso Presidente que vamos dar a volta mas as questões impõem-se: O que mudou? Porque se perderam referências? Por que é que o nosso Presidente deixou de falar? Onde está a mão de ferro? Onde está a coragem de mandar um berro no balneário ou um “chega para lá”, aos rivais? Onde está a voz do Norte?

Somos ADEPTOS e somos SÓCIOS.
Amamos este clube, desde que nos conhecemos por gente.
Não acreditamos nas “aparências” do “está tudo bem e estamos todos de acordo com a direcção”.
Defendemos o CLUBE e não meia-dúzia de pessoas que se APROVEITAM DO CLUBE!

Queremos VITÓRIAS!
Queremos TÍTULOS!
Queremos ALMA E RAÇA, dentro e fora do campo!
Queremos JOGADORES À PORTO!
VAMOS ACORDAR… POR UM PORTO À PORTO!

O QUE SE PRETENDE COM ESTA AÇÃO?
Com o ‪#‎AcordaPorto‬ pretendemos demonstrar que, apesar de sermos reconhecidos ao Presidente, Jorge Nuno Pinto da Costa, por todos os sucessos que granjeamos ao longo de mais de 30 anos, não estamos satisfeitos com o momento atual do clube e que é necessária uma inversão do rumo dos acontecimentos.
Assim, sugerimos a todos os associados do F.C. Porto que se identifiquem com esta visão, que nestas eleições façam sentir essa mesma insatisfação, fazendo um VOTO NULO (de protesto), com a inscrição no BOLETIM DE VOTO das palavras ACORDA PORTO!
————————————
Sabemos, que o Presidente Jorge Nuno Pinto da Costa, continuará a ser o nosso Presidente mas queremos que ele também saiba que os ADEPTOS e SÓCIOS do F.C. Porto, querem uma mudança de atitude.

Sabe mais em: www.AcordaPorto.com

Carácter

“Trouxemos o Joe Allen e o Daniel [Sturridge] e passamos-lhes uma mensagem – queremos mostrar carácter. Não me interessa se vamos perder, mas queremos mostrar carácter. Fizemos isso e foi brilhante e é isso que o futebol europeu pode ser. Difícil de acreditar”

Foram estas as palavras de Jurgen Klopp, treinador do Liverpool, após o jogo contra o B. Dortmund para os quartos de final da Liga Europa.

Recordo que o Liverpool esteve a perder por 3-1, dando a volta por completo ao jogo e à eliminatória, vencendo por 4-3.

É este tipo de discurso e de vontade que eu gostava de ver no nosso FC Porto. É esta raça que já tivemos e que gostava de ver recuperada.

Dia D

Amanhã é o dia D para o nosso andebol.

Depois de uma primeira fase imaculada, onde conquistamos a fase regular só com vitórias, e de uns quartos de final onde também não tivemos qualquer dificuldade em nos apurarmos, estamos agora em muitos maus lençois nas meias finais da competição, uma vez que fomos derrotados nos dois primeiros jogos da eliminatória.

Amanhã temos de vencer para continuarmos a acalentar o sonho do octacampeonato.

Por isso, amanhã todos os caminhos irão dar ao Dragão Caixa, onde a partir das 18h se disputará o jogo.

Quem não puder ir, pode sempre assistir pelo Porto Canal, ou se for cliente da NOS, pode assistir em http://portocanal.sapo.pt/live.

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

nonagésimo segundo minuto

blogue de um portista indefectível exclusivamente para dragões dos quatro costados

Imbicto Poema

De Imbicto Portista para Portista Imbicto, um tribunal de reflexão e debate universal sobre o FC Porto

pedalo pela cidade

... mas também caminho por montes e vales!!!

+ EDUCação

Jornal da Educação de Valongo

O Mundo de Alice

um passeio pela vida e pelo mundo

Aventar

Expor ao vento. Arejar. Segurar pelas ventas. Farejar, pressentir, suspeitar. Chegar.

Porta 19

CURIOSO. CRÍTICO. PARVO. BARRIGUDO. CARECA. ADEPTO. SÓCIO. PORTISTA.

BiTri

Prognósticos só no final do jogo