Quem me conhece sabe que esta é a única modalidade em que a minha equipa de coração não é o FC Porto. Sou de Valongo, terra que respira hóquei em patins por todos os poros e como tal torna-se difícil ser adepto de outra equipa que não a AD Valongo.

De todas as formas e como é óbvio, caso o Valongo não vença, que seja o FC Porto a fazê-lo e se for diante de uma equipa com um orçamento monstruoso que faz com que qualquer duelo contra ela seja uma espécie de luta de David contra Golias tanto melhor.

E foi o que aconteceu ontem, com o FC Porto a levar de vencida essa equipa por 4-2 conquistando com todo o mérito a Taça de Portugal.

Com um equipa jovem mas com muito valor levaram de vencida os “vencedores antecipados” da competição.

Para a história ficam os marcadores dos golos, Hélder Nunes e Gonçalo Alves com dois golos cada.

Anúncios