É deveras lamentável o que se anda a passar no nosso clube. Lamentável e triste.

O nosso presidente só é falado por causa das suas conquistas amorosas. E só fala se ganharmos. A nossa claque só nos envergonha com o que anda a fazer pelos distritais ao serviço de um clube de Gaia. O nosso treinador não consegue fazer uma leitura de um jogo a partir do banco

Resultado, não vencemos, perdemos pontos para o primeiro classificado na véspera de o recebermos no nosso terreno, fruto de uma má exibição mas também da filha da putice de um árbitro que sabia muito bem para o que ia.

Esta semana alguém me dizia que não acreditava que nos deixassem chegar ao jogo contra o carnide com a possibilidade de os igualarmos, e o certo é que esse alguém estava certo. Fomos roubados descaradamente mais uma vez, como tantas vezes tem acontecido nos últimos anos.

E onde anda o presidente? Perdeu a língua? Ou já não consegue dar-lhe mais do que um uso? Ou a usa na sua vida privada ou para defender o clube, sendo que para esta última situação já não a usa há anos.

E a nossa claque? Porque não questiona todas estas coisas como tão bem o fazia outrora? Agora só conta o clima de intimidação nos jogos do Canelas, onde ao que consta, e fazendo jus ao nome da equipa, o lema é “canela até ao pescoço”.

Porque não “aperta” uma SAD que só se preocupa com comissões e jogos de interesse nojentos? Porque não são interventivos como já o foram?

Palavra final também para o treinador. Sempre simpatizei com o Nuno, mas o certo é que o homem é incapaz de fazer uma leitura correta a partir do banco.

Ontem, se era para bombear bolas para a área, porque não meteu Depoitre?

Porque tira Diogo Jota, que até estava a ser dos que mais incomodava? Porque não meteu “toda a carne no assador” para tentar, contra ventos e marés trazer os três pontos para cima?

Confesso que desde a pré época as minhas expetativas são muito baixas, mas espero que pelo menos, quem dirige o meu clube, o defenda até à morte, com sangue, suor e lágrimas.

Ah!!! Senhor Jorge Nuno, o clube chama-se FC Porto e não Fernanda, Sílvia ou outro nome qualquer.

“Enquanto fomos bons rapazes, fomos sempre comidos”.

Anúncios