” As finanças não são preocupantes, mas obrigam a ter bom senso e a não repetir algumas operações. Basta ver as contas: houve um prejuízo considerável. O treinador não quis vender os que podiam ser vendidos, como Danilo, Herrera e André Silva, o que conduziu a problemas financeiros.

Foram estas as palavras proferidas por Fernando Gomes à margem da apresentação dos resultados da subscrição pública das obrigações da SAD para 2017/2020.

Considero estas palavras de uma falta de caráter a todos os título lamentável, mas que tendo sido proferidas por quem foram, não me surpreendem.

Parece que começa a ser um lugar comum os nossos dirigentes dizerem mal dos treinadores após a sua saída. Foi assim com Lopetegui, com Pinto da Costa a acusá-lo de tudo e mais alguma coisa, voltou a ser agora com Nuno Espírito Santo.

Estas declarações levam-me a crer que aquela que outrora era uma estrutura unida e defensora de todo o grupo, agora é cada um por si com o lema “salve-se quem puder”.

Espero, muito honestamente que com a entrada de um novo treinador, não lhe comecem já a fazer a cama e o apoiem até ao fim.

Só com esse espírito é que voltaremos a triunfar. Só com união é que conseguiremos.

 

 

Anúncios