É um facto. O FC porto está a jogar muito, de uma forma que já sentia saudades de ver jogar.

Somos dominadores, chegamos facilmente com 4, 5, 6 jogadores dentro da área em posição de finalização. Fazemos uma pressão alta o que reduz o campo em muito. Em suma estamos a jogar como equipa grande que somos, mas que parece que nos tínhamos esquecido nos últimos anos.

Temos um treinador com um discurso forte, que cativa e motiva, ao contrário do discurso amorfo e repetitivo do nosso último treinador.

Isto é tudo muito bonito mas o que ainda não se viu de facto é uma tentativa de melhorar o plantel.

Todos sabemos que o plantel é curto, muito curto e se queremos ter aspirações a conquistar algo, não podemos estar reféns da sorte para não termos nem lesões nem castigos.

Fala-se de emails (e bem), fala-se que estamos a praticar um futebol cativante (e estamos), mas não se fala de contratações, do verdadeiro reforço do plantel.

Será que estes que lá estão chegam? Será que todos os que lá estão ficam (a febre do Ricardo Pereira ontem pareceu-me suspeita)?

Soares lesionou-se na 1ª jornada e temos apenas como opção Marega (Rui Pedro parece não contar para Sérgio Conceição, pelo menos para já), que muito embora até me esteja a surpreender, não pode ser a única alternativa aos dois avançados titulares.

E se Brahimi não poder ir a jogo? Que extremos temos no banco com alguma qualidade?E termos apenas Diego Reyes, que sempre demonstrou querer sair e está em final de contrato como única alternativa aos centrais titulares, é suficiente? E onde está a alternativa válida a Danilo se ele falhar, ou se (e espero que não) ainda seja vendido antes do fecho do mercado?

As alternativas para o meio campo são suficientes?

Isto para não falar que temos vários jogadores em fim de contrato, casos de Marcano, Aboubakar e Diego Reyes por exemplo.

Se não renovarem até dezembro, estarão livres para negociar com qualquer outro clube. Será que depois estarão com a cabeça no sitio para o que irá faltar da época?

Acredito muito no Sérgio Conceição. Gosto do discurso dele, da forma como pôs a nossa equipa a jogar, mas lá diz o ditado: “não se fazem omeletas sem ovos”, e Sérgio claramente precisa de mais ovos.

Não podemos contratar? Estamos sem dinheiro? Se assim é que expliquem como isso foi possível depois de anos e anos a fazer vendas milionárias e aí teremos todos de tirar as devidas ilações.

São demasiadas interrogações para um clube que quer ser campeão nacional, e isso, por muito entusiasmado que esteja com o futebol que andamos a praticar deixa-me deveras preocupado.

Anúncios