Nas últimas semanas assistimos a um ressurgimento do nosso Presidente desdobrando-se em declarações aos mais diversos órgãos de comunicação social.

Talvez por falta de hábito, uma vez que ultimamente são raras as suas aparições públicas, essas mesmas declarações foram completamente sem nexo, atacando um treinador que por muito mau que tenha sido, foi o único naquela época a dar o peito às balas enquanto todos os outros, o Sr. incluído assobiavam para o ar deixando passar o já famoso “colinho” beneficiando e de que maneira um clube rival.

Outra das suas declarações foi em tom jocoso para com a péssima prestação desse mesmo clube na Liga dos Campeões.

Pensava eu, que após o roubo a que fomos sujeitos na passada sexta feira (adivinhem contra quem), ele iria insurgir-se e dar voz ativa à revolta a que todos nós adeptos sentimos.

Passou a sexta, o fim de semana e já vamos a meio desta semana, ou seja, quase oito dias depois e nada.

Nem um comentário, nem um “bitaite”, NADA.

Porquê Sr. Presidente? Porquê?

Não se sente revoltado com esta subtração contínua de pontos? Não se sente revoltado em ver sempre o mesmo clube a ser beneficiado e a vencer sem mérito algum? Não está nesse lugar para dar voz a quem o apoia? Ou será que só está para alimentar-se a si e a alguns abutres que por aí pairam?

O Sr. não merece os adeptos que tem, o treinador que tem e nem os jogadores que tem. Não fosse essa sintonia e não estaríamos nesta data com hipóteses de sermos campeões (até somos líderes).

Se dependesse de si e das armas que deu ao nosso treinador para lutar estaríamos em 3º ou 4º lugar.

Não fosse o Diretor de Comunicação do nosso clube e não passaríamos de um grupo de “mansos” em termos institucionais.

Sabe Sr. Presidente, na passada sexta fomos mesmo ROUBADOS. Roubados de uma forma vil e ignóbil. Não acha que devia dar um murro na mesa? Não tem força para o fazer? Então porque carga de água andou a “gozar” com a classificação europeia do clube que manda nisto tudo? Eu, e falo por mim, estou-me a borrifar se eles vencem lá fora ou não. Eu quero é vencer mais. Eu quero é combater este poder instituído e ser campeão. Quero que o nosso clube lute com as mesmas armas que eles. E o Sr., o que tem feito para isso?

NADA, O SR. NÃO TEM FEITO NADA.