Busca

Até os Comemos Carago

Autor

Pedro Sousa

Sou uma pessoa viciada em desporto, particularmente futebol e ténis de mesa (onde fui jogador e treinador), e tenho no FC Porto a minha paixão clubistica.

e-mailes

gif cedido pelo meu amigo Miguel Lima (https://novotomo.wordpress.com/)

Francisco J Marques

Francisco J Marques é um nome que tem causado calafrios a cerca de seis milhões de portugueses.

FJM tem sido o rosto de uma revolta que embora já venha algo tarde, veio. E como diz o ditado: “Mais vale tarde do que nunca”.

Todos nós sabemos a forma como perdemos o campeonato na primeira época de Lopetegui. Na altura fui bem critico de toda a Direção por não ter reagido ao imenso colinho que o clube de Carnide teve ao longo de toda uma primeira volta.

Ainda hoje não consigo ser um critico acérrimo de JL, porque foi o único a assumir a luta, a dar o peito às balas.

Todos nós sabemos como fomos “roubados” esta época, jogo após jogo. Mesmo com muitos erros de nossa parte, não fossem as arbitragens teríamos sido campeões.

Aquando da criação do Dragões Diário cheguei e criticar muitas vezes a postura da referida newsletter, tendo inclusive escrito várias vezes a FJM a pedir-lhe para se descolar da Direção e usar a sua publicação diária para atacar um regime corrupto que dominava(domina) o futebol português.

Percebo agora, que algo o impedia de fazer. Alguém de dentro da estrutura com toda a certeza o impedia.

Não sei se esse alguém saiu ou se apenas e só decidiram dar mais margem ao agora nosso Diretor de Comunicação, o certo é que ele tem sido o rosto de uma revolta que não tem deixado o país (apesar do lixo de comunicação social que temos) indiferente.

São e mails a pedir para baixar notas a uns árbitros e subir a outros. São sms “roubadas” do telemóvel do agora Presidente da FPF, são sms a falarem de amantes de árbitros, enfim, é todo um esquema mafioso que tem sido desmontado, semana após semana por Francisco J Marques.

Hoje ao ler a capa de um pasquim da nossa praça não consegui resistir e soltei uma gargalhada. Um pasquim que passa o tempo todo à procura de polémica, que procura a parte nojenta de cada noticia, que gosta de extrapolar tudo, não faz uma única referência ao caso, mas lança uma noticia para a primeira página acerca da insolvência de FJM!!!!!

Mas o que tem isso haver? É para ver se o descredibiliza? Se o cala? Se o afasta?

Meus amigos, se o que ele apresenta é verdade como tenho a certeza que é (até agora nenhum dos envolvidos foi capaz de desmentir) estando ele em insolvência ou não, vai continuar a desmascarar este polvo que tem conquistado títulos de uma forma suja.

Ninguém o vai conseguir calar. E semana após semana vai deixar os adeptos do clube em causa borradinhos de medo e ao mesmo tempo consciencializá-los que tudo o que conquistaram, foi conquistado de uma forma ilícita.

Força FJM. Eu estou do teu lado. Se todos dentro do clube fizessem tão bem o seu trabalho com tu fazes o teu, estaríamos certamente muito melhores.

A apresentação do Sérgio

Ontem, mal soube da oficialização do Sérgio Conceição como futuro treinador do nosso clube e que o mesmo iria ter a sua apresentação oficial às 17h, toca a ligar aqui o pc do meu local de trabalho no porto canal para assistir à mesma.

Confesso que não estava à espera de ficar tão bem impressionado com o discurso do agora nosso treinador.

Foi um discurso sem chavões, sem lugares comuns. Foi um discurso em que deu a nítida sensação que para ele, isto não é um trampolim, isto é o ponto alto da vida dele. É aqui que ele queria estar. É aqui que ele sempre sonhou chegar.

Comparado com o discurso de há um ano atrás de Nuno Espírito santo, foi uma lufada de ar fresco.

Sérgio Conceição não se preocupou em defender imagens, em ser politicamente correto (não quer dizer que tenha sido incorreto obviamente). Emocionou-se, falou com a voz embargada por vezes, sempre de sorriso no rosto, tal qual uma criança a realizar o seu sonho.

E já me estava a conquistar, quando tem a frase, e passo a citar, “não estou aqui para aprender, mas sim para ensinar”, acabou por me conquistar por completo.

Sérgio, de minha parte terás todo o meu apoio. Conseguiste-me entusiasmar, como há muito não me entusiasmava com um treinador do nosso clube.

Acerca do lixo que temos como comunicação social!

Foi sem grande surpresa que esta semana, após a denúncia feita pelo nosso clube de uma troca de emails entre um ex árbitro e um ser que trabalha para o clube do clero (pelo menos têm muitos padres e dão boas missas), vi a comunicação social assobiar para o lado e tentar (mais uma vez) que o assunto caia no esquecimento.

Já foi assim quando após os Super Dragões terem entoado um cântico (que eu reprovo aliás) a desejar que o avião que caiu e que vitimou a equipa do Chapecoense fosse com elementos de outro clube.

Parecia o fim do mundo. Todos os dias encheram as primeiras páginas com o assunto durante aquela semana.

O clube visado, numa atitude de pura hipócrisia até convidou o Chapecoense para a Eusébio Cup.

Passado uma semana os adeptos desse clube foram filmados a darem vivas por terem ASSASSINADO um adepto sportinguista e complicaram tudo para o lixo que temos como comunicação social. De repente os cânticos dos SD deixaram de ser noticia, parecia que nada tinha acontecido, e em mais silêncio ficou quando passado mais uma semana um adepto desse clube ASSASSINOU um outro adepto sportinguista, atropelando e levando-o de arrasto por vários metros.

Esse crime hediondo passou ao lado da nossa imprensa. Nunca mais se falou de nada porque é bem mais grave entoar cânticos a desejarem a morte que o próprio ato em si.

Como disse em cima, não concordo nem um bocadinho com os cânticos que foram entoados pela claque do meu clube, mas para mim é muito mais grave MATAR, que desejar a morte.

Estou agora à espera que o clube que convidou o Chapecoense, também convide o Sporting. Fazem um torneio triangular. Pelo menos seriam coerentes.

Mas voltando ao assunto dos emails, agora com esta (mais uma) prova de que estes últimos campeonatos de justos e honestos têm muito pouco, ou nada, o que fazem os pasquins do nosso burgo?

Assobiam para o ar, na esperança que tudo isto não dê em nada, porque o que interessa é acusar o nosso clube, mas quando toca ao clube do regime, remetem-se a um silêncio sepulcral (até parece que estão na missa).

Espero que ao contrário do apito dourado, em que as escutas abaixo de Leiria, foram escandalosamente esquecidas, se investigue a fundo.

Isto não são vouchers, isto é bem mais criminoso. Isto é corrupção ao mais alto nível.

Termino deixando um recado para o nosso Primeiro Ministro:

  • Senhor António Costa, existe um ditado que diz: diz-me com quem andas e eu dir-te-ei quem és.

Fica a dica.

Falta de caráter!

” As finanças não são preocupantes, mas obrigam a ter bom senso e a não repetir algumas operações. Basta ver as contas: houve um prejuízo considerável. O treinador não quis vender os que podiam ser vendidos, como Danilo, Herrera e André Silva, o que conduziu a problemas financeiros.

Foram estas as palavras proferidas por Fernando Gomes à margem da apresentação dos resultados da subscrição pública das obrigações da SAD para 2017/2020.

Considero estas palavras de uma falta de caráter a todos os título lamentável, mas que tendo sido proferidas por quem foram, não me surpreendem.

Parece que começa a ser um lugar comum os nossos dirigentes dizerem mal dos treinadores após a sua saída. Foi assim com Lopetegui, com Pinto da Costa a acusá-lo de tudo e mais alguma coisa, voltou a ser agora com Nuno Espírito Santo.

Estas declarações levam-me a crer que aquela que outrora era uma estrutura unida e defensora de todo o grupo, agora é cada um por si com o lema “salve-se quem puder”.

Espero, muito honestamente que com a entrada de um novo treinador, não lhe comecem já a fazer a cama e o apoiem até ao fim.

Só com esse espírito é que voltaremos a triunfar. Só com união é que conseguiremos.

 

 

Temos treinador!

Depois de uma novela que parecia sem fim, lá temos a oficialização de Sérgio Conceição como treinador do nosso clube.

Nem sequer vou aqui discutir se era o meu preferido ou não, porque isso não interessa para nada.

O que interessa é que a partir de agora é o meu treinador, portanto terá sempre o meu apoio.

Boa sorte Sérgio!

Bem-vindo a casa!

Pinto da Costa, quando regressa dos mortos?

Os últimos anos não têm sido fáceis para os nossos lados.

Quatro anos sem títulos, perda de poder financeiro, dirigentes mais preocupados com comissões do que em triunfar, péssimas escolhas de treinadores, jogadores, etc, etc, etc.

Aliado a isto temos uma comunicação social agreste, que chega ao displante de camuflar assassinatos earguidos em casos do BPN por exemplo , mas que quando cantamos algo mais ofensivo, ou quando se passa algo em que, ainda que de uma forma indireta, nos implique se torna minuciosa e explora tudo até à exaustão.

E depois, a cereja no topo do bolo. Fomos roubados da primeira até à última jornada quase sem esboçar uma reação a sério.

As coisas andam a ser feitas de tal forma às claras que até tiveram a lata de castigar um jogador do clube da treta depois do campeonato terminar por causa de uma agressão que esse jogador cometeu.

Ao ver isto tudo, fico a pensar quando é que o nosso Presidente, aquele que não teve medo de uma “bomba”, aquele que sempre se ergueu contra o poder instituído, aquele que dava entrevistas em canais abertos, falará.

Quando é que regressará do mundo dos mortos para reassumir o seu lugar?

Não é só com programas no canal do  nosso clube a desmascarar o “polvo”. Embora reconheça que são importantes estes programas, se não houver o devido acompanhamento por parte de quem lidera o clube tornar-se-ão inoquos.

Por tudo isto fico à espera da ressurreição do nosso Presidente de modo a que possamos voltar a ser o que éramos.

Já sinto saudades.

Pela boca morre o peixe

Este fim de semana dois acontecimentos marcaram (mancharam) de forma lamentável tudo aquilo que andamos a apregoar semana após semana, dia após dia.

Em primeiro lugar o bloqueio que fizeram a uma das claques do clube, impedindo-a de expressar o seu repúdio pelo que tem acontecido nos últimos anos na estrutura do nosso clube.

Ora um clube que andou este tempo todo a lutar contra um regime que nos tem empurrado para baixo, e que até apelidou esta Liga de “Liga Salazar”, não pode mandar um assalariado qualquer impedir um grupo de pessoas que não precisa de ser bem remunerada pelo clube para expressar o seu amor ao mesmo, de poder livremente manifestar-se contra o que de mau vem acontecendo ano após ano.

Porque se é verdade que fomos muito prejudicados pelas arbitragens ao longo desta época, também não deixa de ser verdade que se torna difícil de explicar como é que um clube que supostamente começou a pré época em abril do ano passado não se tenha preparado devidamente para a mesma.

Outro facto que me desagradou imenso foi o discurso do nosso treinador.

Como é possível andarmos este tempo todo a falar de um polvo, a apresentar provas concretas de um esquema que está montado para favorecer um determinado clube e agora vir o nosso treinador dar os parabéns a esse mesmo clube pela conquista do campeonato?

Foi bem revelador da desorganização que grassa no nosso clube. Não me lembro até há poucos anos atrás isto ser possível.

Se o nosso treinador não está alinhado com o clube  e dá os parabéns a uma vitória conquistada de forma suja, com uma impunidade total, não está cá a fazer nada.

Felicitar esta conquista é dizer que o crime compensa e que apesar de tudo somos subservientes com isso.

Bater com a mão no peito e dizer Somos Porto não basta. É preciso sentir o que se diz. Será que se esqueceu quantos jogos fomos “roubados” ao longo da época? Será que se esqueceu da forma como somos tratados pela comunicação social? Será que se esqueceu da forma como Brahimi foi expulso em Braga? Será que não lhe ocorreu que só agora que o campeonato estava “oferecido” é que tivemos um árbitro a assinalar grandes penalidades a nosso favor?

Por muita estima que tenha pelo nosso treinador, comigo ele não ficava nem mais um dia ao leme do nosso plantel.

Para a semana termina o campeonato, num dia em que há dez anos atrás vencemos o D. Aves por 4-1 e conquistamos o campeonato.

Lembro-me bem desse dia porque infelizmente foi quando faleceu uma das pessoas mais queridas para mim (o meu avô). Um grande portista, talvez um dos maiores que conheci e que no dia anterior à sua morte tinha pedido ao filho para lhe levar uma camisola do FC Porto para festejar o título no dia seguinte.

Não o chegou a fazer porque faleceu horas antes do inicio do jogo, mas se ele fosse vivo nesta altura nem reconheceria o clube atualmente.

E só passaram dez anos….

Campeonato da treta!

Com o empate de hoje no Dragão contra o Feirense o campeonato está praticamente perdido.

Perdido por incapacidade nossa mas também por outros fatores.

E são esse fatores que tornam este mais que provável campeão, um campeão da treta.

Que o nosso clube não joga nada é certo e sabido. 

Não temos plantel, fruto de uma pré época muito mal preparada por culpa da nossa direção e principalmente do nosso presidente.

É lamentável estar até minutos do fecho do mercado para contratar um terceiro central.

Também não temos treinador. Sempre simpatizei com o Nuno, mas não é treinador para o nosso clube. De todo.

Os únicos que para mim mereciam o título eram os jogadores, porque esses dão tudo em campo. A eles nada tenho a apontar.

Agora, mesmo com estas contingências todas, não fossem os roubos constantes que semana após semana nos fizeram, muito provavelmente conseguiríamos conquistar o título.

Tem sido um escândalo. E tudo é feito às claras, nada se esconde, tal é o sentimento de impunidade que está em vigência na atualidade.

É muito mais fácil ganhar mesmo a jogar mal quando tens alguém dentro de campo que te dá uma “mãozinha”.

É muito mais fácil quando existem lances para grande penalidade eles serem marcados. Mesmo a jogar mal  se não fossemos empurrados constantemente para baixo talvez pudéssemos conseguir o objetivo.

Foi um campeonato viciado desde o início. Vamos ter um campeão da treta. Um campeão sujo, sem ponta de justiça, que deve encher de orgulho quem tudo fez para que tal fosse conseguido.

Quanto a nós, espero que as coisas sejam mais bem preparadas, que se construa um plantel com cabeça tronco e membros, para que na próxima época a ausência de um ou dois jogadores não seja tão notada como o foi nesta.

Este mais que provável adeus ao campeonato é muito graças a fatores externos, mas também temos culpas neste processo. Não nos podemos agarrar só às más arbitragens.

Nunca nada nos será dado de barato como acontece com outros, portanto há que preparar muito melhor o futuro.

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

nonagésimo segundo minuto

blogue de um portista indefectível exclusivamente para dragões dos quatro costados

Imbicto Poema

De Imbicto Portista para Portista Imbicto, um tribunal de reflexão e debate universal sobre o FC Porto

pedalo pela cidade

... mas também caminho por montes e vales!!!

+ EDUCação

Jornal da Educação de Valongo

O Mundo de Alice

um passeio pela vida e pelo mundo

Aventar

Expor ao vento. Arejar. Segurar pelas ventas. Farejar, pressentir, suspeitar. Chegar.

Porta 19

CURIOSO. CRÍTICO. PARVO. BARRIGUDO. CARECA. ADEPTO. SÓCIO. PORTISTA.

BiTri

Prognósticos só no final do jogo